Impactos Das Mudanças Climáticas Para a Comunidade LGBTQIAP+

Larissa Batista Facilitadora de Belo Horizonte • 20 Setembro 2022

A mudança no clima do planeta é uma questão global, mas que afeta desproporcionalmente a população, sendo que alguns grupos sofrem mais com seus impactos, por estarem mais vulneráveis dentro da sociedade. Pessoas LGBTQIAP+ fazem parte desse grupo, podendo sentir mais fortemente as consequências da crise climática e colapso socioambiental. Muitas pessoas da comunidade LGBTQIAP +, são vítimas da falta de moradia, devido a não aceitação de sua orientação sexual e gênero pela família. 

Os jovens LGBTQIAP+ têm 120% mais chances de estar em situação de rua, em comparação com jovens heterossexuais, o que os leva a vivenciaram uma condição de risco social, morando na rua ou em abrigos. A falta de moradia segura e adequada, os torna mais vulneráveis e mais suscetível aos impactos das mudanças climáticas, já que a maioria não têm recursos para escapar da violência verbal, emocional ou física em seu ambiente social e, portanto, são forçados a ir às ruas com pouco ou nenhum suporte para sobreviver. Além disso, dentro da comunidade, o grupo que mais sofre e têm mais chance de viver nas ruas, em situação maior de risco social, são as pessoas transexuais, travestis e transgêneros. 

Muitas pessoas trans se encontram em cidades costeiras, o que aumenta o risco de serem impactadas gravemente pelo aumento do nível do mar e de incidências de tempestades, causadas pela crise climática. Em 2005, durante o furacão Katrina, pessoas trans sofreram discriminação em abrigos de emergência e algumas foram até mesmo rejeitadas, nos estados de Mississippi e Louisiana. É urgente a necessidade de medidas de adaptação e mitigação das mudanças climáticas, que incluam a comunidade LGBTQIAP+ e que garantam direitos, recursos e segurança para essas pessoas! ✊🏾🌈

Fonte: EmpoderaClima

#CriseClimática #LGBTQIAP+ #Emergência Climática