Tuitaço #FlorestaSemCortes - 14h (bsb) 10/12/20

Henrique Ciolfi Greenpeace Brasil

A destruição da natureza só avança e o governo brasileiro precisa garantir o orçamento necessário para combatê-la

Desde que Bolsonaro assumiu o governo, os orçamentos das pastas ambientais têm caído de forma expressiva. Além disso, o governo federal paralisou os Fundos Clima e Amazônia de forma intencional, deixando cerca de R$ 3 bilhões em caixa parados.

Se o baixo valor proposto para 2021 for aprovado pelo Congresso Nacional, os recursos disponibilizados não serão suficientes para o combate ao desmatamento e ao fogo, para a gestão das áreas protegidas e a proteção do nosso patrimônio ambiental.

Por isso convocamos todes a participarem nesta quinta-feira, 10/12, de um grande tuitaço pedindo pelo fim dos cortes no orçamento das pastas ambientais, das 14h às 15h (Horário de Brasília).


Confira alguns materiais disponíveis abaixo:

Banco de tuítes: https://docs.google.com/spreadsheets/d/1VXNAmUhW6FWi0_l-6FvyVeCxIFLFGIVFiyeYbFpDFZk/edit?usp=sharing

Banco de imagens: https://drive.google.com/drive/folders/1s0XD4r1757S6iwosrJOkBjc1rEeLRer5

Tuitaço


Dicas e boas práticas para um bom tuitaço:

  •  Todos os participantes devem iniciar o tuitaço no mesmo horário – 14h do dia 10/12;
  •  Use a mesma hashtag em todos os tuítes - #FlorestaSemCortes;
  •  Construa os tuítes de forma encadeada, em sequência (thread), para que todos os tweets fiquem conectados uns aos outros. (Exemplo: https://twitter.com/GreenpeaceBR/status/1228010570147934208);
  •  O primeiro tuíte deve mostrar que o tuitaço está começando. Exemplo: “Começa agora o tuitaço sobre....”; o último tuite deve dizer que está finalizando;
  •  Espaçar os tuítes com pelo menos 1 minuto ou 30 segundos cada, para termos maior chance de alcançarmos os Trending Topics;
  •  Use e abuse dos GIFs nativos da plataforma, escolha aqueles que melhor conversam com a mensagem do Tuíte - faça buscas por termos em inglês;
  •  Alterar algumas palavras nos tuítes antes de publicar pode ajudar mas não é estritamente necessário (para o Twitter entender que cada tuíte é único e não uma ação coordenada);