O que é desflorestação?

Laura Martins de Almeida • 14 Fevereiro 2021

A desflorestação é a remoção permanente de árvores para dar lugar a algo para além da floresta. Esta ação pode incluir a limpeza da terra para agricultura ou pastagem ou a utilização da madeira para combustível, construção, ou manufatura. A desflorestação é um problema grave, já que a madeira é um dos nossos recursos mais valiosos.

De acordo com o dicionário Webster, a desflorestação é "a ação ou processo de desflorestação de florestas". Na maioria das vezes nos trópicos, esta ação ocorre devido à desflorestação de terras para agricultura, pastagem ou extração de madeira para combustível, construção, ou manufatura. A desflorestação é um problema grave, pois leva à destruição de ecossistemas, culmina em alterações climáticas e acelera a extinção de espécies. 

Como esperado, a desflorestação tem vários efeitos sobre o ambiente - todos eles negativos. Este ato não só alterou as paisagens em todo o mundo, mas a desflorestação pode também resultar na libertação de mais dióxido de carbono para a atmosfera. Isto porque as árvores absorvem dióxido de carbono do ar para a fotossíntese, e o carbono é bloqueado quimicamente na sua madeira. Quando as árvores são queimadas, este carbono volta para a atmosfera como dióxido de carbono. Com menos árvores por perto para absorver o dióxido de carbono, este gás com efeito de estufa acumula-se na atmosfera e acelera o aquecimento global. A desflorestação também ameaça a biodiversidade do mundo. Além disso, a perda de árvores de uma floresta pode deixar o solo mais propenso à erosão, fazendo com que as restantes plantas se tornem mais vulneráveis ao fogo à medida que a floresta passa de um ambiente fechado e húmido para um ambiente aberto e seco. Além disso, o corte de árvores destrói habitats animais, como esquilos, corujas, ou roedores', e também provoca deslizamentos de terras, que destroem ainda mais os ambientes e aldeias de animais. Isto porque as raízes das árvores estão profundamente enraizadas na terra, e o peso das árvores é o que as impede de deslizar.

Além disso, esta questão alarmante aumenta a erosão e a ocorrência de deslizamentos de terras, que representam uma ameaça para a biodiversidade mundial. Quando a cobertura de uma floresta é reduzida, o solo é deixado mais propenso à erosão. Isto porque as raízes das árvores, que estão profundamente enraizadas na terra, são responsáveis por ancorar o solo e impedir que este seja lavado pela chuva ou gradualmente desgastado pelo vento. Como consequência direta, este processo faz com que as restantes plantas se tornem mais vulneráveis aos incêndios, à medida que a floresta muda de uma floresta fechada e húmida para uma floresta aberta e seca. Além disso, o corte de árvores destrói ainda mais os habitats animais, levando frequentemente a deslizamentos de terras.

Um fato triste é que a desflorestação não pode ser reduzida a zero, mas pode ser reduzida a níveis sustentáveis. Neste sentido, várias coisas podem ser feitas em relação a este problema mundial. Em primeiro lugar, as leis internacionais relativas à desflorestação legal devem ser alteradas para que este tipo de extração seja reduzido ao mínimo. Em segundo lugar, é crucial que sejam tomadas medidas para que a desflorestação ilegal cesse. A legislação já existente sobre esta matéria deve ser tornada mais rigorosa e ser aplicada de forma mais rigorosa.