Rosi Nogueira

Bom dia à todos!
Hoje venho pedir ajuda de todos.
Quero, que seja possível a divulgações dessas imagens ao mundo.
Eu moro no extremo norte do Brasil, no arquipélago do Bailique, Macapá - Amapá.
Hoje, somos um total de 53 comunidades que compõem o Arquipélago do Bailique, formado por oito ilhas, que fica a 180 quilômetros da capital de Macapá. Doze horas ou mais de barco separam o arquipélago, onde moram cerca de treze mil pessoas. Fomos à primeira comunidade a cumprir a exigência da Organização Internacional do Trabalho, que no seu artigo 169 prevê “uma ação coordenada e sistemática com vistas a proteger os direitos desses povos e a garantir o respeito pela sua integridade”. (Protocolo Comunitário).
Hoje vivemos um caus, sem água doce para consumo, sem energia, sem nenhum apoio para que tenhamos esperança em dias melhores
Hoje pedimos socorro ao mundo. Para que possam, nos ajudar. Cada dia que acordamos, agradecemos a Deus, por nossas casa ainda estarem de pé. Sofremos com descaso dos poderes, que eram para cuidar desse grande paraíso natural.
Um fenômeno chamado de "TERRAS CAÍDAS", erosão tem destruído nossas casas, pontes de madeira e concreto, escolas, posto de saúde e postes de eletricidade. Não temos mais nossa água doce para consumo, nossos igarapés, rios foram invadidos pela água salgada do Oceano, não temos energia há mais de trinta dias, devido o descasos dos poderes. Se não tivermos ajuda, nossa paraíso corre um grande risco de desaparecer!
Nos ajudem!
O arquipélago do Bailique, na foz do Rio Amazonas, pede socorro!