Grupos locais protestam contra queimadas e destruição no Dia da Amazônia

Luana Leal Greenpeace Brasil • 11 Setembro 2020
1 comentário
3 curtidas

Fala galera, espero que todes estejam bem.

Essa semana voluntários e voluntárias de todo o Brasil engajaram-se nas redes sociais e participaram de desafio no TikTok em prol da defesa florestal. Vem ver tudo:

03/09 - Dia do Biólogo 

Valorizando o amplo trabalho de todos os profissionais da biologia, o grupo de BH separou um tempinho para fazer posts parabenizando todos os biólogos e biólogas do país, responsáveis pelo desenvolvimento de projetos voltados para a preservação da natureza, atuação na pesquisa científica de instituições públicas e privadas e muito mais.

Já em Recife, os voluntas convidaram o biólogo Diego Sial para falar sobre os desafios da profissão nos tempos atuais. 

Você confere o vídeo aqui :) 

Para encerrar, em Fortaleza os voluntas fizeram uma postagem super fofa para homenagear todos os biólogos e biólogas do grupo <3

05/09 - Dia da Amazônia

No dia desse bioma único, que tem 60% de sua extensão no Brasil, os grupos locais mobilizaram-se em peso. Compartilharam conteúdos do Greenpeace, produziram outros exclusivos, participaram até do desafio do TikTok! Tudo para conscientizar a todes que proteger a Amazônia é nosso dever, e não só no Dia de Ação Global pela floresta.

Vem ver tudo o que rolou: 

Brasília <3

Belo Horizonte <3

Salvador <3 

Recife <3 

Manaus <3

E no TikTok, o desafio que propunha que os voluntas reagissem ao vídeo da Amazônia BOMBOU! Você encontra todos eles através da #desafioamazônia e #todospelaamazônia.

E caso ainda não tenha assinado nossa petição Todos pela Amazônia, agora é a hora! Vem :)

Setembro amarelo <3

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria  (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. 

​Todos os anos, cerca de 12 mil suicídios são registrados no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. São quase 33 vidas perdidas por dia, que podem ser salvas. 

Em tentativa de reverter essa triste realidade, a campanha busca conscientizar as pessoas e mostrar para aqueles que passam por momentos difíceis que há sempre uma saída. 

Para divulgar a iniciativa e atingir mais pessoas, o grupo de Belo Horizonte falou sobre o Setembro Amarelo nas redes e incentivou as pessoas a procurarem ajuda. 

Caso esteja passando por algo difícil ou conheça alguém que precise de ajuda, acesse o site do Centro de Valorização da Vida ou disque 188.

O Dia do Cerrado é só amanhã (11), mas os voluntas de Brasília prepararam uma semana recheada de ativismo voltado para o bioma. Com essa programação, não teve desculpa pra não se engajar! 

No dia 08, o grupo inaugurou os eventos com uma roda de conversa em parceria com 

o movimento Brasília é o Bicho, que fotografa animais silvestres do Cerrado para incentivar a proteção da fauna e flora do bioma.

Em seguida, no dia 09, rolou live no instagram oficial do grupo, com web presença do convidado Ivan Anjo, cerratense, guia chapadeiro e membro do Conexão Chapada dos Veadeiros e da Rede Contra Fogo.

A conversa refletiu sobre todas as questões que estão acontecendo na região e quais medidas vêm sendo tomadas (ou deixadas de) para salvar o bioma do fogo, principalmente em tempos críticos de seca.

 Em Goiânia, os voluntas também estão com a pauta em defesa pelo Cerrado super em alta: 

A campanha Fortaleza pelas Dunas segue a todo vapor. Para quem ainda não está por dentro, o grupo cearense vem lutando para brecar a destruição das Dunas, que colocará em risco toda a biodiversidade local. Para isso, os voluntas lançaram uma petição para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular para a construção de um Parque Estadual das Dunas do Cocó!

Essa semana o grupo divulgou um tutorial para ninguém ficar com dúvidas na hora de juntar-se à causa e assinar a petição. 

Vem ver o vídeo aqui :)

 

05/09 - Reunião do grupo de Zona da Mata Mineira

O grupo, ainda em formação, realizou a primeira reunião online para discutir planejamentos de ações possíveis em tempos de quarentena. Os voluntas também aproveitaram para introduzir os novos integrantes ao grupo e esclarecer dúvidas sobre a Organização. 

Reuni

03/09 - O papel do uso da ficção e da criatividade como método de ensino na educação ambiental 

O grupo de João Pessoa, ainda em formação, organizou um bate-papo com o professor Helder Carvalho para falar sobre o papel do uso da ficção e da criatividade como método de ensino na educação ambiental, em homenagem ao dia do biólogo.

Helder é mestre em Ciências pela Fiocruz - RJ e pós graduando em Fitoterapia. Ele realiza um incrível trabalho educativo utilizando a ficção do mundo do Harry Potter para ensinar Biologia.

A mediação da conversa ficou por conta do voluntário Ruan Navarro, estudante de Ciências Biológicas na UFPB, fundador do Projeto Ação Ambientalista e Coordenador da Diretoria Executiva do Direito Central dos estudantes da UFPB.

A Greve pelo Clima continua quentíssima entre os voluntas. Nessa sexta, o destaque foi o grupo de Brasília, que convocou geral para refletir sobre nossas ações e os impactos que elas têm no meio ambiente. 

Você já pensou em fazer uma muvuca de semestes? Não se assuste com o nome, é isso mesmo! 

Vem ver o que o grupo de BH contou pra gente essa semana:

O nome pode soar estranho já que o termo ¨muvuca¨ remete à confusão, mas por trás da técnica de misturar sementes de várias espécies há muito cálculo e pesquisa.

A mistura de sementes agrícolas e florestais que compõe a muvuca segue a lógica da sucessão florestal. Mistura de sementes nativas e de adubação verde com areia que forma um insumo homogêneo propício para a formação da estrutura da floresta, a muvuca consegue colocar o dobro ou até dez vezes mais árvores por hectare e com metade do custo do que seria um plantio com mudas.

Além da diversidade de sementes a muvuca permite distintas aplicações. Em sistemas produtivos pode ser usada tanto numa horta agroflorestal, como para diversificar um milharal com feijão e árvores. Também pode formar sombra e madeira nos pastos, melhorar a cobertura do solo em entressafras de plantações como soja e feijão ou mesmo em roça de mandioca, cuidando para ter espécies que colaborem com a produtividade. 

Bacana, né? 

Já que não estamos podendo ter muvuca de gente, vamos fazer de semente (aliás, muito melhor pro meio ambiente, né?). Vem saber mais aqui :) 

E não para por aí! Os grupos de BH e Recife também nos lembraram sobre os malefícios dos agrotóxicos nos alimentos que ingerimos: 

Os agrotóxicos (também conhecidos como defensivos agrícolas e pesticidas) são produtos utilizados em setores como o de produção agrícola e pastagens com o objetivo de preservá-las. 

Eles são classificados de acordo com o que será combatido:

• Inseticidas= usados no combate de insetos;

• Fungicidas= usados no combate de fungos;

• Herbicidas= usados no combate de ervas daninhas;

• Desfoliantes= usados no combate de folhas indesejadas;

• Fumigantes= usados no combate de bactérias nos solos.

O uso dos agrotóxicos é bastante discutido devido às suas inúmeras desvantagens. Seu uso excessivo/incorreto pode gerar diversos problemas de saúde como câncer e doenças respiratórias e também provocar diversos danos ambientais. Além de prejudicar nossa saúde e o meio ambiente, o uso desses produtos é responsável pela morte em massa de diversos insetos, como as abelhas -  que são de grande importância na natureza e estão morrendo envenenadas. O número de agrotóxicos liberados tem aumentado cada vez mais ao longo dos anos. Só em 2019, foram mais de 467 liberações;

Esses químicos são extremamente prejudiciais para nós, para os animais e para o meio ambiente. Seu uso deve ser repensado e opções mais seguras devem ser priorizadas. Quer saber como fazer isso? Comece pela nossa lista de agricultores familiares :) 

Belo Horizonte :) 

Recife :)

Ativistas e cinéfilos do Brasil, uni-vos!

Chegou a hora do dia de separar aquelas indicações incríveis dos voluntas para rechear o fim de semana com muitos filmes e pipoca (ou alguma receitinha saudável que você vai conferir logo mais). Vem ver o que o grupo de BH separou para você, em homenagem ao Dia da Amazônia: 

Calma que não acabou! Os voluntas te dão 1 filme para cada dia da semana! Vem ver a indicação de Recife:

Quem nunca ouviu falar da missionária Dorothy? Ela, mulher e ativista de 73 anos, foi morta a tiros por pistoleiros em meio a missão de proteger as áreas ambientais da Floresta Amazônica. Dorothy fez um trabalho memorável e trouxe impactos positivos para as pessoas das regiões, mas infelizmente não pôde prosseguir com sua missão, deixando seu legado e mensagem em prol da conservação da região amazônica e da população local.

Quer saber mais sobre essa história? Corre pra conferir o filme “MATARAM IRMÃ DOROTHY”, dirigido por Daniel Junge

E para quando a chuva passar e a pandemia acabar, os voluntários e voluntárias de Porto Alegre separaram 5 indicações de restaurantes vegetarianos na cidade. Então, caso esteja pelas terras sulistas ou conheça alguém de lá, já aproveita para compartilhar. Enquanto isso, fique em casa se puder e use as receitas deliciosas da Segunda Sem Carne para aquecer o estômago antes de conhecer os restaurantes. 

Depois das receitas dessa semana, garanto que você vai terminar suas refeições cantando Sandy e Junior - Eu quero é mais. Sem delongas, sirva-se à vontade: 

Bolo de chocolate - Salvador <3 

Curry de grão-de-bico com leite de coco e brócolis - Recife <3 

A próxima e última receita da semana tem selo de garantia de sabor; afinal, foi indicada por mais de um grupo! É a famosa carne de casca de banana:

Belo Horizonte <3

 

E tem receita exclusiva do voluntário Jonas Egnaldino - do grupo de João Pessoa, que está em formação <3

E por falar em saudade, o grupo de Belo Horizonte relembrou um Ponto Verde que rolou em maio de 2019. Os voluntários e voluntárias foram até o Parque Municipal para falar sobre a importância de vidas indígenas.  

O grupo também aproveitou para recolher assinaturas para a petição “Sem Floresta, Sem Vida!” e exigir o Desmatamento Zero Já!

Seguiremos atualizando e apoiando os grupos, afinal, estamos todes juntos nessa :)