Desde mobilizações online até participações em protestos pacíficos, os voluntários mostraram como pequenas ações podem gerar grandes impactos

 

Este Girão é uma viagem emocionante pelas campanhas e vitórias que moldaram o ano. De oceanos a florestas, cada passo desses defensores da natureza teve um impacto duradouro. Junte-se a nós para celebrar histórias de coragem, solidariedade e mudança, inspirando-se para um futuro mais sustentável. Este é um convite para renovar o compromisso e avançar com esperança. Vamos celebrar as conquistas de 2023 e construir juntos um futuro mais verde.

Janeiro: No Dia Mundial dos Corais da Amazônia os grupos locais fizeram uma postagem celebrando a data.
 


© Grupo de voluntários do Greenpeace Brasil
 

Fevereiro: O grupo de Bertioga prestou apoio à Vila Sahy após tragédia ocasionada por eventos extremos.


 

Março: Realizamos o Encontro de Facilitadores, evento anual que visa fortalecer a conexão entre Comunidades e a rede de voluntários e voluntárias. Neste ano, pela primeira vez na história, nos reunimos em Manaus para focar nas frentes relacionadas à Amazônia.
 


© Grupo de voluntários do Greenpeace Brasil
 

Abril: No mês da vitória da campanha Parem as Máquinas, os ativistas de São Paulo se dedicaram a uma ação pacífica, para abordar a importância de proteger a Floresta Amazônica e os povos indígenas dos impactos socioambientais do garimpo na Amazônia. 
 

© Grupo de voluntários de São Paulo
 

Maio: Diversos grupos se mobilizaram contra o Marco Temporal, defendendo a demarcação de Terras Indígenas como forma de proteger os povos originários contra invasões e crimes ambientais, por meio de mobilizações online e, especificamente, o grupo de Manaus realizou uma ação de foto oportunidade.
 


© Kamila Craveira / Greenpeace
 

Junho: No meio do ano, o voluntariado em diversas cidades do Brasil uniu forças em apoio à campanha “Parem a Mineração em Águas Profundas”. Por meio de atividades criativas, como banners humanos e instalações iluminadas em formato de polvo-fantasma, os ativistas buscaram falar sobre os riscos dessa prática para os oceanos.
 


Julho: As campanhas locais desempenham um papel crucial ao unir questões globais às demandas específicas das comunidades, facilitando a implementação de ações práticas, promovendo consciência local e estimulando a participação ativa na solução de problemas. Um exemplo disso é o protesto em Manaus contra a PL 582/21, que buscava autorizar o desmatamento da Área de Proteção Ambiental (APA) Floresta Manaós para a construção de um posto de gasolina.
 


© Schaydson Souza / Greenpeace
 

Agosto: Voluntários se uniram para apoiar a Marcha das Margaridas através de uma mobilização online, exibindo plaquinhas com a mensagem "Eu apoio a Marcha das Margaridas" e dando suporte para a realização de projeções em locais estratégicos.



© Scarlett Rocha / Greenpeace
 

Setembro: O Dia Mundial da Limpeza é um evento global anual que promove a despoluição do meio ambiente e conscientização sobre o lixo. O voluntariado destacou-se nessa data e promoveu mobilizações em suas localidades.


© Grupo de voluntários de João Pessoa
 

Outubro: Pessoas de diferentes regiões contaram como elas imaginam que sejam as cidades dos sonhos. Essas mensagens foram traduzidas por meio de lambes colados em Recife, São Paulo e Manaus.
 


 

Novembro: Os grupos do Litoral Norte do Rio Grande do Sul e de Porto Alegre uniram-se na marcha pelo clima exigindo uma transição energética justa.
 


© Andréa Graiz
 

Dezembro: Ao longo da COP28, os voluntários do Greenpeace Brasil destacaram-se pela participação ativa em diversas localidades, promovendo a conscientização e enfatizando questões essenciais relacionadas ao meio ambiente.
 


© Grupo de voluntários de Macapá
 

Essas foram apenas algumas das notáveis ações realizadas pelos voluntários, cujo esforço e dedicação destacam-se como peças fundamentais em um quebra-cabeça ainda maior de solidariedade e impacto positivo. Juntos e juntas, podemos fazer a diferença. Clique neste link e faça parte dessa causa! 💚✨