Grupo de voluntários de São Paulo

Grupo personalizado 912 membros
  • Olá bom dia !
    Sou nova aqui no grupo venho do interior de SP Mogi Mirim , tenho realizado estudos sobre agrofloresta e pretendo me especializar em botânica.Atualmente aplico as técnicas em casa na mini horta no quintal, possui arvores frutíferas e espaço pra plantar. Disponível para ações.

  • Olá, sou da Zona norte de SP! Estou a disposição.

  • Olá, sou nova aqui no grupo.
    Sou da zona leste de São Paulo, próximo à região de São Mateus. Por aqui existe muito descaso por parte da prefeitura para fazer recolhimento do lixo, muitas áreas verdes de lazer são poluídas, sequer tem lixeiras. O cuidado que existe é feito pela própria comunidade. Isso é realidade para muitos bairros em São Paulo, mas especialmente na periferia há muito descaso.
    Gostaria de saber se existe alguma ação voltada para a limpeza ou para pressionar o poder público a tomar alguma atitude a respeito e como eu poderia ajudar.

  • Oiiee sou novo aqui, estou a disposição para ajudar em qualquer coisa, também tenho um projeto de preservação ambiental, o nome é Matarazzo Consciente, também tem o insta do projeto @matarazzoconsciente💚

  • Olá!

    Bem, eu estou sempre de olho aqui no grupo de voluntários de SP e devido a pandemia não se pode fazer muita coisa no ativismo que envolva contato social.
    Mas gostaria de saber se podemos agilizar/planejar um meio de comunicação não virtual (como lambs, zines, cartazes ou stencil) para as pessoas poderem saber e se interessar mais sobre o que ocorre nesse mundão sem porteira.

    Esse pensamento me ocorreu esses dias, já que o conteúdo informativo na internet é gigante, seja no site da Greenpeace ou nas redes sociais, mas não alcançam a quantidade de pessoas que merecem.
    Na verdade por mais que o conteúdo seja compartilhado ele só vai realmente ser compreendido/fixado se houver total interesse nisso.

    Os Lambs tendem a tirar a nossa atenção, em determinados locais. Os zines já foram otimas fontes informativas. Tem alguns até com receitas VG.
    Stencil e cartazes são formas de expressão que valem a pena tentar.

    Focar em algo mais pra fora das redes sociais e internet é o meio de intervenção que eu acredito ser uma boa forma para reforçarmos tudo aquilo pelo qual lutamos.
    Afinal de contas, nos meios que envolvem a internet tem tantos outros conteúdos que chega a ser delirante tentar focar em um unico ponto.
    E muitas pessoas não possuem a tal a internet ou meios para acessa-la.

    Isso tudo é apenas uma ideia que poderia florescer melhor em conjunto.
    Se alguém estiver apto a ajudar a planejar tudo e fazer acontecer é só comentar.
    Ou se tiver alguma outra ideia melhor ela é bem-vinda!

  • Olá pessoal, espero que todos estejam bem e seguros nesse momento difícil! Gostaria de saber se há algo que eu possa fazer, gratidão e tenham uma boa terça-feira.

  • Nós já sabemos que é de extrema importância estar atento aos nossos hábitos de consumo para preservação do meio ambiente.
    Vale lembrar, que além disso, é nossa responsabilidade ficar de olho no que os responsáveis por esta pasta em nosso governo andam fazendo.

    Separamos 3 absurdos que o ministério do meio ambiente realizou nos últimos meses:

    1️⃣ - Ibama autoriza exportação de madeira nativa.
    Eduardo Bim, presidente do Ibama, nomeado por Salles, afrouxou em 25/02 a fiscalização sobre todas as empresas do País que derrubam e exportam madeira nativa. Isso aconteceu após o primeiro caso de Covid-19 ser anunciado, na terça-feira de carnaval.
    2️⃣ - Anistia a desmatadores da Mata Atlântica.
    Salles em 06/04 deu anistia de multas a proprietários rurais que desmataram áreas frágeis e importantes da mata atlântica até julho de 2008. Hoje o bioma mais devastado do brasil com só 13% de sua origem.
    A medida pegou mal para o governo e após forte pressão popular o ministério publico entrou com ação para sua anulação e, no dia 04/06, houve a revogação do despacho.

    3️⃣ - Exoneração de servidores do Ibama.
    Olivaldi Azevedo diretor do Ibama, Renê Luiz de Oliveira coordenador geral de fiscalização e Hugo Ferreira Neto coordenador de operação de fiscalização, foram exonerados após divulgação da operação para fechar garimpos ilegais e proteger aldeias indígenas.

    Hoje, no Dia Mundial do Meio Ambiente, viemos expor essas atrocidades que veem acontecendo em 2020.

    Quer saber mais a respeito das ações do ministro Ricardo Salles? Siga @gpbr.saopaulo e procure o podcast do @greenpeacebrasil "As árvores somos nozes", episódio: "A boiada de Ricardo Salles", onde todos esses assuntos são discutidos com mais detalhes.

  • Mobilização Online #PLdaGrilagemNão
    https://www.instagram.com/p/CAYWZjEHkXF/